sábado, setembro 09, 2017

SOBRE O ROCK IN RIO 2017 - AGORA ADAPTADO BY THIAGO AMARAL

Finalmente... Agora sim, se liga aí loko: Que o Rock in Rio era fodaço de bom, ok! Que tinha muita coisa a melhorar para nossa galera PcD!? - Puuutz; era fato! Eu mesmo, como frequentador de sempre, já tinha apontado um monte nas redes... - Porém agora, após uma iniciativa show por e-mail num contato com a produção, o cadeirante Thiago Amaral, felizmente está coordenando a parada e dando uma upgrade nesse sentido - acabei der ver uma matéria rápida na tv sobre isso -, e aí está a postagem completa que peguei no site da Revista Época - a matéria está bem boa, íntegra e simplesmente não dava pra deixar em branco aqui no Inclusivas:
"
ESPECIAL PUBLICITÁRIO - ROCK IN RIO
Com cadeirante liderando equipe, Rock in Rio promete acessibilidade total na Cidade do Rock 

Passeio na roda gigante é um dos destaques entre os serviços oferecidos as pessoas com necessidades especiais - G.LAB PARA ROCK IN RIO ACADEMY BY HSM 06/09/2017 - 11h30 - Atualizado 06/09/2017 11h30
O objetivo da equipe do Rock in Rio é proporcionar uma experiência inesquecível em entretenimento para todas as 700 mil pessoas que passarão pela Cidade do Rock em setembro. Todas mesmo, sem exceção. Esse cuidado inclui dois milpessoas com necessidades especiais. Esse público contará com uma plataforma exclusiva para assistir aos shows e lounge com serviços para cadeirantes. O festival ainda reservou para eles duas atividades que prometem ser inesquecíveis: um salto radical numa tirolesa adaptada e um passeio na roda gigante que oferece a melhor vista da festa.
Thiago Amaral, de 27 anos, é quem está por trás dessa política de acessibilidade total, que busca ser a referência no quesito para os festivais mundo afora. Ele é cadeirante desde 2011, quando o carro que o trazia de volta de uma competição de mountain bike capotou, o deixando tetraplégico.
“Há necessidade de inclusão porque existe a exclusão. E a exclusão, muitas vezes, vem do próprio cadeirante, que deixa de participar de algo por achar que não será recebido adequadamente. Trabalhamos para garantir o maior conforto possível. Em minhas pesquisas, nunca vi um festival com um olhar tão especial para isso quanto o Rock in Rio. É com certeza uma porta de entrada para outros festivais voltarem sua atenção para as pessoas com necessidades especiais”, avalia Thiago, que conta com 70 pessoas em sua equipe.
O plano de trabalho é minucioso e inclui muitos detalhes, que consideram não só pessoas com necessidades especiais, mas também a estrutura que os cerca. Os cães-guia, por exemplo, terão um espaço só para eles. Já os deficientes auditivos terão um lugar bem perto das caixas de som, podendo sentir assim as vibrações.
“Haverá ainda estacionamento exclusivo, vans especiais para PNE (portadores de necessidades especiais) saindo do shopping Metropolitano e do terminal olímpico do BRT rumo à Cidade do Rock. Carrinhos de golfe poderão ser usados para explorar toda a área, e triciclos, que se acoplam em cadeiras de rodas, também serão emprestados. A infraestrutura completa ainda conta com balcões e mesas acessíveis na área gastronômica, piso e mapas táteis para deficientes visuais, 22 banheiros exclusivos e até uma oficina lounge para reparos de cadeiras de rodas”, lista o coordenador de PNE do festival, sem disfarçar o orgulho.
Mas o centro das atenções deve ser mesmo a tirolesa adaptada. “O brinquedo é o mesmo, só que anteriormente, os cadeirantes tinham dificuldade para subir por ser uma escada em formato de espiral. E não há como instalar um elevador. Nas edições anteriores chegaram a levar pessoas no colo para o salto na tirolesa, mas era desconfortável. Agora compramos uma cadeira especial, com encosto alto e cinto de segurança de quatro pontos, que sobe e desce com muita segurança graças às roldanas”, revela o coordenador.
O próprio Thiago fez questão de testar o brinquedo. “Subi e desci na cadeira várias vezes e deu certo. Mas não encarei o salto no cabo. Tenho medo de altura”, confessa.

Start para uma nova vida
A estreia de Thiago no Rock in Rio foi em 2013, já na condição de cadeirante. Ele relembra a experiência libertadora: “Na época, ainda estava com um pouco de medo de vir ao evento e um amigo me encorajou. Não dirigia, minha mãe me trouxe, e amigos empurraram a cadeira em certos momentos. Foi bom, vi os shows bem. Gostei tanto que comprei mais dois ingressos”.
“Foi aí que comecei a despertar para fazer outras coisas, como recomeçar a faculdade de Administração e voltar a dirigir. O Rock in Rio me proporcionou voltar à vida social. Foi um ‘start’ para eu perceber que a cadeira de rodas não era uma cruz para mim e tinha que retomar minha vida normal”, prossegue Thiago, que também é atleta de rúgbi em cadeira de rodas.
Na edição de 2015 festival, já mais independente com a evolução de seu tratamento, Thiago não teve uma experiência positiva por conta das limitações do Parque dos Atletas e do seu entorno, com obras para a Olimpíada Rio-2016 na época. Resolveu então tomar uma atitude que acabou lhe rendendo um convite para trabalhar no evento.
“Ficou ruim e muita gente reclamou. Eu percebi muitas coisas que poderiam ser melhoradas e resolvi mandar o e-mail para a organização e foi parar no Rodolfo Medina, vice-presidente de marketing do Rock in Rio, que me contratou para desenhar todo o projeto de PNE”, conta Thiago, revelando seu grande estímulo. “O que mais me motiva hoje é a oportunidade de quem sabe nesta edição ter um novo Thiago e que o festival possa ser, mais uma vez, o start desta pessoa”.
Gerente de Operação do Rock in Rio, Márcio Cunha diz que o público PNE está contemplado em toda a Cidade do Rock. “Só nas calçadas do Parque Olímpico investimos R$ 1,5 milhão. A nova Rock Street é mais ampla e mais larga já pensando no cadeirante. Na edição de 2015 era difícil entrar por conta da lotação. Agora ele vai ter uma experiência melhor. O respeito é total”, conclui.
"
* Show de bola Thiago! ...é isso galera, quaisquer dúvidas que ainda rolem pode deixar nos comentários para irmos elucidando. ok; depois dos shows publico aqui como foi - vou dois dias e ponho aqui pelo menos da minha parte!! Até, e abração pra geral!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigos,
este blog se destina ao nosso próprio aprimoramento.
Sejam bem-vindos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.

Na Rede


linkninja 468 60 Banners Link Ninja

lei 9610/98, art. 46:..."não constitui ofensa aos direitos autorais: I - a reprodução: a) na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos;(...)"





Copyright © dez/2007 . Todos direitos reservados. RSS Subscription: Entries RSS Comments RSS | Blogger Login, Designer by JeffersonMaia
Lomadee, uma nova espécie na web. A maior plataforma de afiliados da América Latina.
 
TOPO DA PÁGINA ↑