sexta-feira, janeiro 14, 2022

PERDE O SAMBA E PERDE A TRADIÇÃO COM O FALECIMENTO DE NOSSO QUERIDO NESIO NASCIMENTO

Em princípio, mais um triste desfalque em nossa cultura popular, o falecimento do baluarte do samba, de família tradicional, descendente direto na linhagem do mestre Natal da Portela, o filho Nesio Nascimento, criador da GRES Tradição e de longa história conosco no caminho inclusivo.

imagens póstuma do saudoso Nesio, nossa ala e a GRES Tradição 

Do nosso importante histórico de ligação: Parece que foi ontem, nos idos de 1997 quando conhecemos essa grande e marcante figura, Nesio Nascimento - aquele que conduzia com todas as dificuldades de espaço com as grandes, a nova escola que chamara a minha atenção nos carnavais que passei vendo os desfiles pela TV, isso logo após a minha lesão na coluna cervical..., que levou-me à deficiência física - para quem não sabe o registro memorável, possibilitado por Nesio de montarmos na GRES Tradição uma Ala de PcD, nos anos 90 uma época em que eram raras as PcDs (principalmente nos desfiles), ele não sabia como mas nos daria, e deu, muita força apoio incondicional, para implementação desse projeto pioneiro em toda a história do carnaval carioca e por consequência do Brasil.

Fomos eu com meu outro saudoso amigo Paulinho da AADEF, que foi presidente dessa associação PcD, quando me propôs de assumirmos, ele na 'cabeça' e eu como o vice-presidente da ala, que logo idealizamos e batizamos como Liberdade para as Borboletas, que abriria esta novidade no carnaval: Uma ala, dirigida por dois tetraplégicos, composta na maioria por cadeirantes, entre outras pessoas com outras limitações físicas, sensoriais e intelectuais - * deu super certo, incluindo na mesma uma menor parte percentual de belas passistas -, o que deu toda uma figuração de sucesso à Ala, no que conhecemos como ''inclusão reversa'' (pessoas sem deficiência inclusos no meio PcD). 

Até 2007, permaneci neste meio, cocoordenador, junto com o Paulinho (ele ainda conduziu um pouco mais até seu falecimento em 2013) a nossa Ala verdadeiramente Inclusiva, pioneira e sempre apoiada por nosso querido presidente na agremiação oriunda da famosa Portela, a escola com o ícone do condor em seu pavilhão! Isso tudo graças ao ilustre empreendedor do samba: Nesio Nascimento.

Para saber mais em memorial dessa perda, além do que publico aqui, é só ver com a postagem de informe, em link: no Blog do Apolinho, da imagem importantíssima, em nossas vidas e ações inclusivas assim como com a escola que ela chamava de ''a caçulinha guerreira'' GRES Tradição. * Saudades: fique em paz meu amigo com toda luz do céu com sua espiritualidade na benção de Deus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigos,
este blog se destina ao nosso próprio aprimoramento.
Sejam bem-vindos!

VERNISSAGE SBBA DEFLAGRA ABERTURA DE MAIS UM BELO SALÃO DA MARINHA DO BRASIL

 A exposição do tradicional Salão de Artes Marinha do Brasil foi oficialmente aberta nesta quinta-feira, 23, no suntuoso espaço da casa parc...