sexta-feira, agosto 04, 2017

CIA DE DANÇA DEBORAH COLKER E A NOVA MONTAGEM 2017 'CÃO SEM PLUMAS'

cão sem plumas
Fomos lá, no domingo passado (só publico agora por ter demorado pra digerir o que vi), no belíssimo templo cultural que é o Teatro Municipal (* acessibilidade ok) - infelizmente tão combalido em sua suntuosidade e corpo de equipe em todas as áreas por nosso péssimo poder público -, contudo a cultura ainda respira, e nessa sobrevivência, falando do assunto em voga, o que digo é que Deborah Colker, mui inteligentemente e de forma ultra sensível já tinha descrito o seu novo trabalho: Cão sem Plumas, da poesia original de João Cabral de Melo Neto, como: - ...coisa que não deveria existir! (vide vídeo) Desde a estreia vem causando verdadeiro impacto de realidade revelada pela performática abstração de sua competente Cia de Dança.
Quer ver... Ainda rola um tanto por aqui, nos brasis,  e naturalmente no exterior, mas de repente, ainda esse ano - pra quem perdeu -, quem sabe um repeteco aqui no Rio. No mais, pra quem puder...,  é ver, sentir, pulsar e deixar refletir, emoção e tapas de realidade; verdades de vida, nem tanto bela nem tanto feia! Porém de peso forte, sob forma métrica sem rima, de abstração sem cor, entretanto de toque n'alma. pobreza, miséria e sobrevivência, logo ali, no Brasil Capibaribe, ...coisas que não deveriam existir!
Sempre que posso vou vendo uma de suas obras, a cada ano um deleite, porém, esse Cão..., veja aí. direto na agenda do site se ainda dá: http://www.ciadeborahcolker.com.br/agenda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigos,
este blog se destina ao nosso próprio aprimoramento.
Sejam bem-vindos!

PERDE O MOVIMENTO, FICA O LEGADO: NOSSO AMIGO JOSÉ CARLOS MORAES

lembrança póstuma José Carlos Moraes Mais uma triste notícia, mais um momento de significativa perda no nosso convívio terreno com uma ...